quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Eu e você

Te conheço desde a minha vida toda e em um instante de deslize a vida te levou. Levou meus abraços e sorrisos, o bom dia que recebia todo dia.

Ainda me esqueço e coloco quatro pratos a mesa no domingo, brinco falando que
estava dormindo, mas eu e você sabemos que é mentira.

Eu e você sabemos que o meu desejo era ver você abrindo a porta com a sua camisa surrada, após jogar truco no bar com seus velhos amigos velhos. Eu e você sabemos que a gente ainda conversa, só não sinto teu calor, mas teu amor dentro de mim me aquece. E me faz recordar do que a razão quer esquecer.

Sinto sua falta, tenho saudades, queria ter dito o quanto te amo. Mas eu e você sabemos que isso é passageiro e um dia estaremos juntos novamente.


" A vida te levou e me deixou aqui
e o que me ensinou é o que me faz feliz,
que Deus te dê um bom lugar e guarde um pra mim
que quando for a minha vez te encontro por ai"

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Equação de Regressão para Predição...

A gente se encontrou.

E eu te fitava com os olhos, e consumia-te com o meu coração.

Perguntei em que área você estava se especializando.

Você respondeu alguma coisa que tem a ver com a equação de regressão para predição da massa corporal gorda em indivíduos do sexo masculino.. (???)

Pensei em como as palavras saiam levitando de sua boca carnuda que eu tanto desejava.

Não fazia a mínima noção do que você estava falando, mas não queria sair de perto de ti por nada no mundo. A tua presença me fazia bem e eu gostava de estar bem na tua presença, bem perdida na conversa mas em teus braços eu me encontrei.

sábado, 24 de outubro de 2009

To be continued...

Eu tive que sair pra poder respirar
eu estava só, mas estava perto de você
A sua intimidade me constrangia e
e a gente mal se conhecia.

Pena eu não saber usar a palavra intrínseco,
meu sexto sentido me diz que essa palavra é ótima para essa hora.
Você me falou que era hora de rir e eu não sentia nada.

Vi na tv, em um filme que passou o nosso final.
Ele começava com uma interrogação
e sem pausas ou vírgulas chegava ao fim.
Chegava ao fim com os dizeres. To be continued...

domingo, 11 de outubro de 2009

A Velha Dulci Apaixonada

A velha dulci apaixonada parece querer voltar a existir. Eu já cansei de lhe dizer:
- Não se iluda. - Não acredite nessas histórinhas. - Não comece tudo de novo.
_
Então, em um surto inexplicável de sabedoria, ela resolveu ouvir, em partes, tudo o que eu disse. Ela tirou o não do começo das frases.
E, em um surto inexplicável de asnática sabedoria, resolveu dar o primeiro passo.
Foi ao seu encontro.
_
Eu só quero ver quando isso se complicar ainda mais, quando isso crescer. Eu só quero ver...
Eu não quero ficar falando que eu tinha avisado. Não quero ser a tia chata da história ou estória.
_
_
Se você que lê esse texto quiser ter um futuro mais promissor não faça como a velha (ingênua, apaixonada, iludida, porque não retardada) Dulcinéia, escolha bem o cachorro que quer adotar, porque um pastor alemão pode complicar muito sua vida. Quando ele crescer e querer dominar a sua casa os seus sentimentos de amor por ele logo se extinguirão. Fica a dica.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Assim assim

Hoje ao acordar cedo lembrei-me de você. Estava sem as calças e a janela do quarto sem cortinas. Algo de errado[ou não] poderia ter acontecido[ou não], mas não importei-me com os comentários alheios.

Estava cansada, e com a preguiça costumeira, ainda assim comi alguns cachorros quentes que sobraram de ontem. Em minha mente sobraram seus sorrisos, suas verdades, seus olhares que fugiam dos meus, sua cara de bobo, que me fascinava ao ouvir alguém falando de amor.

Você chegou assim assim, e parece que quer ficar por aqui assim assim, nan nan!

sábado, 26 de setembro de 2009

Dualismo

Hoje eu quis fugir. Quis mais uma vez abandonar tudo o que abraço.
Abandonar teus braços e correr o mais rápido que puder.

Motivos? Não, não tinha. Tenho uma boa família e bons amigos.
Apenas não quis pensar no futuro. Ter que viver até o futuro,
construir essa droga, ou não, que pode ser o futuro.

Sinto falta de tanta coisa, mas não tenho vontade de voltar
para refazer o que passou é um dualismo temporal, em que, tenho
saudade de um pseudo bom passado e sem a mínima vontade de revive-lo.

Tenho fases como a lua. As vezes sou São Jorge e outras dragão.

domingo, 16 de agosto de 2009

para haver um começo tem que ter um final

Mais uma era chega ao seu final.
Contudo, meu coração ainda palpita, para que nessa página meus sentimentos se transfigurem em palavras. Talvez por ter sido bem acolhida ou por ter sido realmente eu.
Já não existe nós como todos percebem. A rotina e a correria do cotidiano tomou conta de nossos sentimentos, das nossas palavras, do que tínhamos de melhor.
Não sei se devo continuar com esse link, com esse blog uma vez que, para quem não sabe, ouve uma pequena desavença entre seus escritores, suas ideias e ideais.
Estou aqui para justificar alguma coisa que ficou faltando nas entrelinhas e agradecer a todos pelos acessos.

domingo, 14 de junho de 2009

Sou um caçador

Descobri que sou a droga de um caçador.
Eu estudo seus atos, passo por passo, vejo o que te agrada e então me manifesto.
Música, livro, amigos, eu descubro tudo facilmente com perguntas disfarçadas e conversas sem interesse com seus amigos. Internet ajuda muito nos dias atuais.

Sinto ódio de minha memória seletiva, que faz com que me lembre apenas do que é, muitas vezes, apenas necessário para a caçada. Me transformo em vários para cercar e aniquilar a vítima. Tenho o dom de estragar vidas, acabar com amizades e amores mal resolvidos. O dom de me apaixonar pelo errado, que nunca será o certo. E quanto ao certo não adianta tentar, infelizmente tenho um escudo contra isso, que eu também abomino.

Faço sem querer, mas meu inconsciente sabe bem o que faz. Camaleonicamente me aproximo, te ganho e te deixo a ver navios. Ilusóriamente, pensas no futuro, mas quanto a mim, já tenho outra presa e assim começarei de novo, até não mais existir vidas ao meu redor. Tudo porque sou a droga de um caçador.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Falta

"É como se eu tivesse um milhão de colheres e precisasse de uma faca."

Ps. tenho um encontro hoje.

sábado, 25 de abril de 2009

Agora só falta você

Outro dia conversei com um amigo que a há muito não falava, e uma frase de uma música que ele gosta me deixou inquieto.

"Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer..."

Então, um belo dia resolvi mudar.
Ao invés de acordar as 7, acordei 9. Ao invés da calça e sapatos, fui trabalhar de shortes e chinelo. Resolvi almoçar as 2 da tarde, meu almoço não teve sua uma hora corrida para acontecer, mas duas horas. Trabalhei muito pouco, só conversei e naveguei na internet, me lembrei dos meus tempos de estagiário. Perto das 5 lembrei que não precisaria trabalhar até as 7. Peguei um cineminha 5 e meia e as 8 fui jogar um belo futebol. Após o jogo não me importei com dietas ou mesmo saúde comi o que quis no barzinho da esquina, bebi o quanto aguentei, cantei junto com os meus amigos e depois da primeira grade chorei um pouquinho, detalhe era segunda. Apesar de que quando cheguei em casa já era terça. Minha esposa me esperava ansiosa e preocupada na sala e eu chegando bêbado, sem camisa, com apenas um dos chinelos. Totalmente livre das regras e costumes que o cotidiano e a sociedade nos impõe, deitei feliz no sofá e durmi como uma criança, babando e resmungando.

No outro dia minha cabeça doía, tinha muito serviço acumulado e horas atrasadas para repor. Tem ainda a conta que ficou pendurada no bar, muita vergonha quando meus sobrinhos me disseram que me viram assistindo um filme de peixe no cinema que eu nem lembro. Descobri que tinha um olho roxo por brigar no futebol e outro roxo por chorar no bar. Minha mulher já me avisou que está em greve de sexo até segunda ordem. Moral da história, sei lá qual é a moral, alguém pode me sugerir uma...

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Quando nós trocamos o primeiro olhar

Outro dia meu olhar se cruzou com o teu, mais uma vez.
O teu e o meu olhar brilhando como se fosse a primeira vez, a primeira conversa, o primeiro passeio.

A primeira vez que você sonhou e me fez sonhar. A primeira vez que eu acreditei e te fiz acreditar. Sonhar e acreditar com um futuro, algo como nós dois com a casa cheia de netos e filhos e um típico almoço de Páscoa, tumultuado, no domingo. Italianos rindo e falando alto como é de costume. No início de noite, nós solitários, porém juntos, a conversar sobre a vida.

O sonho pode te levar as alturas, contudo pode também te fazer cair por terra e não mais querer levantar. No chão, esperei teu braço tomar meu corpo entre os escombros, levantar-me, fazer-me renascer com um abraço eterno e apertado, aquele que vazia esquecer-me do mundo, mesmo que ele tivesse desabando lá fora, mas não foi isso que aconteceu. Eu esperava por um milagre ou apenas uma deixa tua para pegar-lhe a mão e me sentir protegida como toda mulher sonha ou um dia sonhou, todavia isso não aconteceu.

Apenas o teu olhar se cruzou com o meu, mais uma vez.
O meu e o teu olhar brilhando como se fosse a última vez, a última conversa, o último passeio.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Stop com a letra S

POSTAGEM PARA DIAS COM CHUVA

Nome: Schwarzenegger, Arnold
Animal: Sapo-boi
Carro: Sem roda(discussão on)(tem hífen?)
Fruta: Seriguela
Cor: sandybrown
Cidade, Estado ou País (CEP): Sitiozinho
Minha Sogra é: Sogra
Blog (não vale o que você tem): sinesteria (não sou muito fã, mas a Dulci e o quixotesco)

Gente ninguém perde, posta aí,
só para brincar enquanto chove lá fora, ok?!

domingo, 5 de abril de 2009

Tocar a lua

Não foi preciso eu apagar as luzes na noite passada para apreciar a lua. Ela apareceu na minha sacada, formosa, com sua beleza estonteante, assemelhava-se a um sorriso, pois era crescente e eu estava cheio, cheio de sonhos e esperanças, cheio de dúvidas e nós na garganta, cheio de pensar na lógica fuzzy, a lógica do mais ou menos.

Não sei se gosto mais ou menos de você lua, que enfeita minhas noite e/ou tira meu sono.
Você passa inabalável no infinito sem tomar conhecimento da minha órbita e minha realidade. Eu te digo hoje, uma vez mais, cuidado com o jeito que passa na minha vida, e completo, pode causar danos imutáveis. A maré pode subir, os pássaros perderem o sentido, o vento mudar e os cabelos não mais se acertarem.

Eu admirei-te hoje novamente e percebi que não mudaste tanto desde a última vez em que me apaixonei por você . Pelo teu brilho e teu segredo, pelas tuas verdades. Amanhã estarás no cosmos novamente e tornarei a ve-la e não me cansarei jamais.
Até o dia em que consiga estar tão próximo a ponto de toca-la. Esse será um pequeno toque para o homem, mas um grande toque para um coração.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

não é para entender

Posso tirar todo o atraso em 20~30 min.

Mas nada vai chegar ao ápice da vida.

Quanto vale a vida nessa terra de doutores.

Quanto vale a vida 20~30min.

Mas nada vai chegar ao ápice nessa terra de doutores.

A lua continua a andar, lua nova.

lua livre

Um dia perdi minha liberdade, não atravessava a rua nem olhava para os lados, ficava apenas do meu lado da calçada. Após o último copo de whisky fui para a sacada ver a lua, que continuava a ronda bela pelo céu acinzentado com poucas estrelas, quem sabe elas também perderam sua liberdade, mas a lua não. Continuava a rodar pelo céu, não sabia ela da falta de respeito e da mágoa que trazia aos corações alheios.
Um dia perdi minha liberdade, e não pude mais escrever continuava por burrice, não por prazer. Não me mexia, parecia um ser tetraplégico mental. Queria ter nascido no futuro, num futuro em que morarei na lua e assim como ela serei livre a rodar pelo céu. Meu whisky acabou, a vida não é justa e nem te dá liberdade. O redbull te dá asas, mas minha liberdade desapareceu junto com a lua por volta das 5h43min.

segunda-feira, 9 de março de 2009

à espera de um milagre

Penso que a vida é uma sucessão de escolhas. Umas acertadas outras nem tanto, mas escolhas.
Escolhas que eu faço hoje e privam-me de algo amanhã, escolhas que eu faço hoje e me fazem acordar, ou não amanhã. Acordar e pensar que o dia em que vivo pode ser o último da minha vida, assim como pode ser o primeiro do resto da mesma.

Vivemos esperando dias melhores , parafraseando Rogério Flausino. Vivemos esperando um milagre. Um emprego que caia do céu, um amor que caia do céu, uma oportunidade que caia do céu, eu te falo que ultimamente está caindo só chuva e bem pouco ainda. Quem sabe, a nossa ignorância nos afaste das coisas boas da vida, quem sabe, os nossos olhos ou nosso julgamento tem nos afastado das coisas boas da vida. Quem sabe, a vida não tenha nada de bom, e ainda assim esperamos alguma coisa dela. Pobres crentes. Como se ela fosse uma força misteriosa e lutasse contra nós. Pai, meu Pai, por que me abandonaste? Será que Ele me abandonou ou eu abandonei Ele?

Espero que um dia eu entenda o que, onde ou quem eu busco. Espero que um dia eu não morra esperando por algo que nunca vai chegar.

quarta-feira, 4 de março de 2009

A là Não Enviadas I

Dulci não-enviou em 17/6/2008 00:35:


oo meu negão

se entrar chama a moça que mais te ama, ta?!

Aquela que você leva o coração quando vai embora, aquela que te espera durante as 24 horas do dia

a mesma que descobriu que vale a pena ficar 3 horas te olhando mesmo que o mundo esteja expludindo la fora, a mesma que dedica a você todos os pensamentos e reflexões sobre os poemas e letras de músicas

que quer que todas as palavras mais doces, os carinhos mais delicados e até mesmo os mas brutos hi9h9i seja para você. E os sonhos, os desejos, os planos do futuro sejam com voc ê se você descobrir quem é essa louca que quer viver o resto da vida contigo chama ela, ta?!

Ouvi dizer que ela te ama infinitamente, diz que é você que coloca o sorriso no seu rosto, você que a faz ter vontades loucas, que em você que ela pensa todas as manhãs e serve como um impulso para mais um dia

é, diz que a lontra já não sabe viver sem ti, sem seu abraço que a faz forte, seu sorriso que a faz feliz, suas palavras que a acalmam, exatamente quando ela precisa e somente sua preseça ja basta para ve-la completamente boba.



Se você conseguir, pergunta pra ela, tenho certeza que ela não vai te falar muito, porque ela tem um pouco de dificuldade de falar o que sente, mas qualquer um percebe no seu olhar o tamanho do amor que sente por ti.

P.s. Nunca deveria ter escrito isso, só sofri. Mas são águas passadas.

P.s.2 Em agradecimento(por existir e me dar essa idéia) acesse o blog não-enviadas



sábado, 28 de fevereiro de 2009

Dicas de uma sexóloga radical e estressada

Não sou de ficar copiando e colando, mas esse vale uns minutos de divertimento!

Respondendo às perguntas dos ouvintes:

1 - Tenho 20 anos e não transei ainda porque gostaria que a 1ª vez fosse com um namorado fixo. O que você acha?
R: Vai ser difícil, todos eles se movem na hora H.

2 - O que fazer para surpreender meu marido que é meio tímido?
R: Apareça com um amante.

3 - Tenho um amigo que quer fazer sexo comigo, mas ele tem um pênis de 20cm. Acho que vai ser doloroso, o que faço?
R: Manda pra cá que eu testo pra você...

4 - Como faço para seduzir o rapaz que eu amo?
R: Tire a roupa! Se ele não te agarrar, cai fora que é gay.

5 - Terminei com meu ex porque ele é muito galinha e agora estou com outro. Mas ainda gosto do ex e às vezes ainda fico com ele! O que devo fazer?
R: Quem é mesmo galinha nesta história?

6 - Quero saber como enlouquecer meu namorado só nas preliminares.
R: Diga no ouvidinho dele: 'minha menstruação está atrasada..'

7 - Sou feia, pobre e chata. O que devo fazer para alguém gostar de mim?
R: Ficar bonita, rica e ser legal. Obviamente.

8 - O cara com quem estou saindo é muito legal, mas está dando sinais de ser alcoólatra. O que eu faço?
R: Não deixe ele dirigir.

9 - Por que, na hora do sexo, quando a gente está no vai e vem, na hora em que o corpo entra em atrito e faz aquele barulho de quem
está batendo palmas, a gente fica mais excitado?
R: É porque parece que tem torcida, tá ligado? Da próxima vez grite pra galera.

10 - Apesar do meu tamanho, eu tenho apenas 15 anos de idade e não tenho cara propriamente linda. O que fazer para conseguir comer umas gatas?
R: Nesta idade você tem que comer Sucrilhos, entende?

11 - Sou virgem e rolou, pela primeira vez de fazer sexo oral. Terminei engolindo o negócio e quero saber se corro o risco de ficar grávida. Estou desesperada!
R: Claro que corre o risco de ficar grávida. E a criança vai sair pelo seu ouvido.

12 - A primeira vez dói? Tenho 21 anos e ainda não transei porque tenho medo de doer e não agüentar.
R: Dói tanto que você vai ficar em coma e NUNCA mais vai levantar. Vê se deixa de ser fresca, e dá de uma vez, ô Cinderela!!!

13- Posso tomar anticoncepcional com diarréia?
R: Eu tomo com água, mas a opção é sua. Espero que use copo descartável

*Blog Da Mary

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Ainda sobre as nuvens.

Nuvem e vai do céu
onde a terra é estática e o céu se move.
No vai e vem das marés
elas permanecem paradas,
em paredadas,
empalhadas
e espalhadas.
pelo movimento que vira, veloz a valorizar,
a ressaca do mar.

Nuvem que vai eu te peço,
tira a tristeza do hoje, que não é minha.
nuvem que vem, vem com os barcos,
os não ancorados que se deleitam magistralmente pelo mar.
O amanhã? Nuvem que é de algodão, não tem com o que se preocupar.
Nuvem que tem a superfície inferior lisa como a seda, não olha a cor do céu.

No vai do vento, ninguém ouve a tempo o sussurrar na janela.
Daquela que vive em grupos, mas sozinha.
Que vive de aparência, branca, clara, sempre purinha.
Não, não me engana e eu espero pelo seu temporal.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

A Mala de Pandora

Hoje desarrumei minhas malas e tinha muita coisa nela, mais até do que esperava.

Tinha muitas alegrias perdidas embaixo das meias, e sorrisos em meio a produtos de higiene pessoal. Fui guardando a maneira que as tirava da mala, sem escolher muito. Era camiseta branca junto com pensamentos de paz, camiseta preta junto com a vontade de cair no mundo. Encontrei alguma tristeza em meio ao material da faculdade, os problemas sempre estão ali.

Após guardar um bom número de bugigangas, encontrei sonhos esquecidos ao lado de paixões da infância. Foi muito bom rever tudo aquilo, pensei que os havia perdido há tempos atrás. Roupas de frio, roupas de calor, roupas de amar, outras de dor.

Algumas horas depois vejo que não era tanta coisa assim, acabo de tirar minha vida da mala. Bato o pó que resta no fundo, que se dissipa no ar antes da esperança cair. Assim como na caixa de pandora a esperança está lá, no seu último e devido lugar. Esperando por uma adoração pagã de minha parte, mas eu ergo meu nariz e recoloquo-a dentro da mala. Quem sabe na próxima viagem eu precise mais dela do que agora. Por enquanto me basta a fé.


*imagem _ http://www.armazembrasileiro.com.br/popup_image.php?pID=343

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Romance Ideal

Oi, tudo bem? Eu não te conheço de algum lugar?
Não, acho que nunca te vi antes.
[error 001];

Será que hoje chove?
Eu tenho cara de moça do tempo?!
[error 171 - falha na comunicação];

Aquele cara que enorme tava aqui era teu irmão?
Não, meu namorado.
[error fatal 190 – você deve sair do aplicativo ou fugir mesmo]

Aquele cara enorme que tava aqui era teu irmão?
Não, meu pai.
[error fatal 911 – seu sistema pode estar em risco. Circulatório, respiratório, enfim todos]

Está a fim de sair hoje a noite?
Não, acho que vou cuidar da minha bisavó e de seu gato.
[error lpt1, reinicie seu papo furado com outra pessoa, digo, o computador]

Você é mó gostosura.
Seu cretino shilep(tapa na cara).
[você quis dizer: linda, bela, beleza estonteante, admirável]

Penso que nunca me encaixarei nesse mundo cybernético. Onde tudo é superficialmente falso e fácil. Saudade dos romances por carta, onde a espera pela carta da amada fazia meu coração palpitar por semanas. As folhas caiam no outono e a primeira delas eu enviava a minha amada, para que ela soubesse que as estações mudavam a natureza mas não o meu amor por ela. ...outro dia enviei uma folha de papel sulfite...

não foi a mesma coisa.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Paralamas

Eu tive fora uns dias numa onda diferente, há algo errado no paraíso é muito mais que contradição. Olhos fechados para te encontrar não estou ao seu lado, mas posso sonhar, o soldado da paz não pode ser derrotado, que país é esse?
Eu quis dizer você não quis escutar, não faça assim, não faça nada por mim, não vá pensando que ela disse adeus, ela é só uma menina. Para não toca-lá melhor nem vê-la. Cuide bem do seu amor.


video

Não vamos aceitar a situação que o sistema nos obriga.
Não vamos desistir nunca. (O bom e velho positivismo francês)



video

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Eu contra a telona.

Dei uma flor colhida no jardim de alguém,
No filme foi uma chuva de rosas, ou um mega buque.
Fiz um anel de grama,
No filme um brilhante que mal cabia na tela do cinema
Ameacei uns passos de dança,
No filme o sujeito dançava por cima de carros, objetos e até nas paredes.
Disse, em poucos segundos, que gostava muito dela,
No filme foram minutos e um discurso que ganhava de qualquer obra de romance.
Chamei para sair a pé, no filme de limosine. Levei para comer um lanche, no filme jantar a luz de velas. Vimos o lago e o céu nublado, no filme viram paris toda iluminada. Minha kitnet estava com a porta emperrada, no filme bastava palmas para se abrir as portas de ouro.
Olha, eu não sou para o seu bico Angelina Jolie, não insista! E muito menos para qualquer outra Hollywoodiana, e fiquem avisadas.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

3 minutos.

Queria escrever um texto, e tenho 3 minutos.
Queria que você o visse em 3 minutos.
O entendesse, mas não precisaria gostar

O que dá para se fazer em 3 minutos.
Chorar as mágoas.Contar alegrias.
Chorar alegrias e contar as mágoas.

Em 3 minutos se vão meus créditos do celular. Mas não o cartão telefônico.
Em 3 minutos posso fazer a diferença em uma vida ou não. Posso ser lembrado como o vencedor ou perdedor.

Maldita lan house.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Obrigado por preservar as matas

Tem passado na televisão muitas propagandas sobre preservação e reciclagem.

A que eu mais gosto é aquela em que aparecem Senhores e Senhoras com um pouco mais de idade (tiozões) falando com voz de criança...i9h9ihi9hi9

Acho que me sensibilizei com ela por isso entra nesse site aqui e plante uma árvore no seu tempo livre. É uma por dia, os patrocinadores pagam. É só se cadastrar.





http://www.clickarvore.com.br/index.php


Obrigado pelo ar limpo.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Duas palavras


Duas palavras representam ódio que existe no meu obeso coração..ehh3ehe3hh3eh3e

Cubo Mágico



P.s. Desculpa não estar comentando nos blog's que eu frequento é porque pagar lan house é f*d@.

*http://www.infonetnews.com/cansado-do-cubo-magico/

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Como um menino


Quem sabe eu nunca tenha crescido, muito.
Me comporto como um garoto de 10 anos quando estou perto ou longe da pessoa que amo. Sei que muitas coisas mudaram e hormônios entraram na jogada, mas o silêncio ao telefone e o ligar sem saber o que dizer ainda me incomodam.

Versinhos idiotas e juras de amor me gastam muito tempo, tempo que eu poderia usar para outras coisas, coisas mais produtivas, mais importantes ou menos dolorosas. Se cada verso me rendesse algo. Se cada verso fizesse diferença. Se cada rima rica ou pobre nos aproximasse... Mas não.

Ainda fico a imaginar o nosso primeiro beijo e a nossa última conversa. Como um menino que espera o próximo dia de aula para sentar-se ao lado de quem gosta, anseio pelo nosso próximo encontro, que não mais acontecerá. Pego meus carrinhos, já velhos e gastos pelo tempo e pela vida e os guardo na estante. Talvez seja hora de amadurecer e mais uma vez estar pronto para sofrer e amar, ou amar e sofrer. Penso de novo e lembro-me de você, e como um menino que sonha com um conto de fadas, com salvar a princesa, começa tudo outra vez.

* http://blogportaljv.blogspot.com/2008_03_01_archive.html

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

STOP com a letra L

POSTAGEM PARA(outro)DIAS COM CHUVA(a tarde)

Nome: Luckão
Animal: Lontra
Carro: Limosine
Fruta: Laranja Lima
Cor: Laranjado ?
Cidade, Estado ou País (CEP): Latitudionópolis
Minha Sogra é: Larga
Blog (não vale o que você tem): luciaverissimo(bloglog.globo.com/luciaverissimo)

Gente ninguém perde, posta aí,
só para brincar enquanto chove lá fora, ok?!

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Biquíni do ano passado

fulana diz:
, vamu na piscina no fds?

dulci diz:
vamos sim.



Opa, opa, com que roupa eu vou. Aquele meu biquíni do ano passado já não dá mais, a moda é outra os tempos são outros, como já dizia a propaganda "celular nessa idade, sua mãe jamais...", está bem eu sei que não tem nada a ver, mas o que quis expressar de maneira confusa é, como eu consigo complicar uma coisa fácil.



Acho que puxei para meu pai, ele pensa em todas as variáveis que podem dar errado no dia, e eu estou como ele. Penso no biquíni, no chinelo novo que comprei um arraso ele é todo bordado com pedras...na canga, em protetor solar, em se vai estar muito sol, em chapéu, em óculos, etc. Mal dormi a noite e quando dei por mim, minha amiga já estava aqui em casa me esperando.



- já tá pronta?

- não, nem peguei nada.



Ela foi no meu quarto em 15 minutos estávamos de saída.



Obs: Ela não pegou o biquíni do ano passado e sim o de muitos anos atrás, um que eu usava quando estava na faculdade, moral da história, deixa quieto...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Eu não esqueço de lembrar de você.

Passam os dias e as horas passam depressa
as alegrias não me fazem esquecer-te
as dores não me fazem esquecer-te

Passam as festas e as férias passam depressa
as pessoas não me fazem esquecer-te
a solidão não me faz esquecer-te

Passam os lugares e as viagens passam depressa
as paisagens não me fazem esquecer-te
as fotos não me fazem esquecer-te

Peço a Deus para esquecer-te, mas de pedir me lembro
Oh minha amada, feriste meu coração e minha mente
a dor não cessa, a ferida não fecha, eu não esqueço de lembrar de você.