sábado, 28 de fevereiro de 2009

Dicas de uma sexóloga radical e estressada

Não sou de ficar copiando e colando, mas esse vale uns minutos de divertimento!

Respondendo às perguntas dos ouvintes:

1 - Tenho 20 anos e não transei ainda porque gostaria que a 1ª vez fosse com um namorado fixo. O que você acha?
R: Vai ser difícil, todos eles se movem na hora H.

2 - O que fazer para surpreender meu marido que é meio tímido?
R: Apareça com um amante.

3 - Tenho um amigo que quer fazer sexo comigo, mas ele tem um pênis de 20cm. Acho que vai ser doloroso, o que faço?
R: Manda pra cá que eu testo pra você...

4 - Como faço para seduzir o rapaz que eu amo?
R: Tire a roupa! Se ele não te agarrar, cai fora que é gay.

5 - Terminei com meu ex porque ele é muito galinha e agora estou com outro. Mas ainda gosto do ex e às vezes ainda fico com ele! O que devo fazer?
R: Quem é mesmo galinha nesta história?

6 - Quero saber como enlouquecer meu namorado só nas preliminares.
R: Diga no ouvidinho dele: 'minha menstruação está atrasada..'

7 - Sou feia, pobre e chata. O que devo fazer para alguém gostar de mim?
R: Ficar bonita, rica e ser legal. Obviamente.

8 - O cara com quem estou saindo é muito legal, mas está dando sinais de ser alcoólatra. O que eu faço?
R: Não deixe ele dirigir.

9 - Por que, na hora do sexo, quando a gente está no vai e vem, na hora em que o corpo entra em atrito e faz aquele barulho de quem
está batendo palmas, a gente fica mais excitado?
R: É porque parece que tem torcida, tá ligado? Da próxima vez grite pra galera.

10 - Apesar do meu tamanho, eu tenho apenas 15 anos de idade e não tenho cara propriamente linda. O que fazer para conseguir comer umas gatas?
R: Nesta idade você tem que comer Sucrilhos, entende?

11 - Sou virgem e rolou, pela primeira vez de fazer sexo oral. Terminei engolindo o negócio e quero saber se corro o risco de ficar grávida. Estou desesperada!
R: Claro que corre o risco de ficar grávida. E a criança vai sair pelo seu ouvido.

12 - A primeira vez dói? Tenho 21 anos e ainda não transei porque tenho medo de doer e não agüentar.
R: Dói tanto que você vai ficar em coma e NUNCA mais vai levantar. Vê se deixa de ser fresca, e dá de uma vez, ô Cinderela!!!

13- Posso tomar anticoncepcional com diarréia?
R: Eu tomo com água, mas a opção é sua. Espero que use copo descartável

*Blog Da Mary

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Ainda sobre as nuvens.

Nuvem e vai do céu
onde a terra é estática e o céu se move.
No vai e vem das marés
elas permanecem paradas,
em paredadas,
empalhadas
e espalhadas.
pelo movimento que vira, veloz a valorizar,
a ressaca do mar.

Nuvem que vai eu te peço,
tira a tristeza do hoje, que não é minha.
nuvem que vem, vem com os barcos,
os não ancorados que se deleitam magistralmente pelo mar.
O amanhã? Nuvem que é de algodão, não tem com o que se preocupar.
Nuvem que tem a superfície inferior lisa como a seda, não olha a cor do céu.

No vai do vento, ninguém ouve a tempo o sussurrar na janela.
Daquela que vive em grupos, mas sozinha.
Que vive de aparência, branca, clara, sempre purinha.
Não, não me engana e eu espero pelo seu temporal.

sábado, 21 de fevereiro de 2009

A Mala de Pandora

Hoje desarrumei minhas malas e tinha muita coisa nela, mais até do que esperava.

Tinha muitas alegrias perdidas embaixo das meias, e sorrisos em meio a produtos de higiene pessoal. Fui guardando a maneira que as tirava da mala, sem escolher muito. Era camiseta branca junto com pensamentos de paz, camiseta preta junto com a vontade de cair no mundo. Encontrei alguma tristeza em meio ao material da faculdade, os problemas sempre estão ali.

Após guardar um bom número de bugigangas, encontrei sonhos esquecidos ao lado de paixões da infância. Foi muito bom rever tudo aquilo, pensei que os havia perdido há tempos atrás. Roupas de frio, roupas de calor, roupas de amar, outras de dor.

Algumas horas depois vejo que não era tanta coisa assim, acabo de tirar minha vida da mala. Bato o pó que resta no fundo, que se dissipa no ar antes da esperança cair. Assim como na caixa de pandora a esperança está lá, no seu último e devido lugar. Esperando por uma adoração pagã de minha parte, mas eu ergo meu nariz e recoloquo-a dentro da mala. Quem sabe na próxima viagem eu precise mais dela do que agora. Por enquanto me basta a fé.


*imagem _ http://www.armazembrasileiro.com.br/popup_image.php?pID=343

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Romance Ideal

Oi, tudo bem? Eu não te conheço de algum lugar?
Não, acho que nunca te vi antes.
[error 001];

Será que hoje chove?
Eu tenho cara de moça do tempo?!
[error 171 - falha na comunicação];

Aquele cara que enorme tava aqui era teu irmão?
Não, meu namorado.
[error fatal 190 – você deve sair do aplicativo ou fugir mesmo]

Aquele cara enorme que tava aqui era teu irmão?
Não, meu pai.
[error fatal 911 – seu sistema pode estar em risco. Circulatório, respiratório, enfim todos]

Está a fim de sair hoje a noite?
Não, acho que vou cuidar da minha bisavó e de seu gato.
[error lpt1, reinicie seu papo furado com outra pessoa, digo, o computador]

Você é mó gostosura.
Seu cretino shilep(tapa na cara).
[você quis dizer: linda, bela, beleza estonteante, admirável]

Penso que nunca me encaixarei nesse mundo cybernético. Onde tudo é superficialmente falso e fácil. Saudade dos romances por carta, onde a espera pela carta da amada fazia meu coração palpitar por semanas. As folhas caiam no outono e a primeira delas eu enviava a minha amada, para que ela soubesse que as estações mudavam a natureza mas não o meu amor por ela. ...outro dia enviei uma folha de papel sulfite...

não foi a mesma coisa.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Paralamas

Eu tive fora uns dias numa onda diferente, há algo errado no paraíso é muito mais que contradição. Olhos fechados para te encontrar não estou ao seu lado, mas posso sonhar, o soldado da paz não pode ser derrotado, que país é esse?
Eu quis dizer você não quis escutar, não faça assim, não faça nada por mim, não vá pensando que ela disse adeus, ela é só uma menina. Para não toca-lá melhor nem vê-la. Cuide bem do seu amor.


video

Não vamos aceitar a situação que o sistema nos obriga.
Não vamos desistir nunca. (O bom e velho positivismo francês)



video

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Eu contra a telona.

Dei uma flor colhida no jardim de alguém,
No filme foi uma chuva de rosas, ou um mega buque.
Fiz um anel de grama,
No filme um brilhante que mal cabia na tela do cinema
Ameacei uns passos de dança,
No filme o sujeito dançava por cima de carros, objetos e até nas paredes.
Disse, em poucos segundos, que gostava muito dela,
No filme foram minutos e um discurso que ganhava de qualquer obra de romance.
Chamei para sair a pé, no filme de limosine. Levei para comer um lanche, no filme jantar a luz de velas. Vimos o lago e o céu nublado, no filme viram paris toda iluminada. Minha kitnet estava com a porta emperrada, no filme bastava palmas para se abrir as portas de ouro.
Olha, eu não sou para o seu bico Angelina Jolie, não insista! E muito menos para qualquer outra Hollywoodiana, e fiquem avisadas.